Hospital Regional injeta mais de R$ 1 milhão na economia de Guarapuava todo mês

Publicado em: 02/02/2018

Compartilhe:

Antes mesmo de ampliar os atendimentos de saúde em Guarapuava e região, o Hospital Regional já contribui com o município, aquecendo a economia local. De acordo com a Paraná Edificações, setor da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística responsável pela obra, mais de R$ 1 milhão são injetados mensalmente no mercado de materiais de construção.
E o volume de compras é grande, já que se trata da maior obra de edificação pública em andamento no Paraná, num investimento de R$ 54,4 milhões do Governo do Estado. O Hospital Regional do Centro-Oeste tem uma área total de 16 mil metros quadrados, seis pavimentos, quatro andares, heliporto, 150 leitos e auditório para aulas e capacitações.
Para o Deputado Estadual Bernardo Ribas Carli, um dos responsáveis pela autorização do investimento por parte do Governador Beto Richa, este é um dos grandes marcos da história de Guarapuava e que impulsionará o desenvolvimento. “Costumo dizer que é a realização de um grande sonho coletivo. A região central do Estado tem um vazio assistencial na área da saúde e o Hospital vai beneficiar cerca de 500 mil habitantes, incluindo todos os municípios da nossa região, reduzindo a necessidade de transporte e transferência de pacientes para outros centros. E sua contribuição já ocorre desde a sua construção, movimentando a nossa economia, gerando emprego e renda”, destacou Bernardo.
Além do valor com materiais de construção, mais R$ 350 mil são injetados no município mensalmente em salários. São 140 operários, de Guarapuava e região.
O Hospital Regional começou a ser construído em setembro de 2015 e, de acordo com a última medição da Paraná Edificações, de dezembro de 2017, a obra está 75,84% executada. A previsão de inauguração é para este ano de 2018.